quarta-feira, 17 de abril de 2013

“Deslize”

Sem querer pensar,
Pensei, sem querer
Chorar em tua face,
Chorei! 

O meu sorriso amarelo,
Pintei em vermelho,
A tua ausência, me fere,
Talvez não de morte,

Mas morro mesmo assim.
Mesmo eu sorrindo, me
Vê em lagrimas, não sei
Fingir, este é meu deslize.

3 comentários:

  1. Deslizes que mostram a alma.Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pela visita meu caro Arnoldo, abraço meu amigo.

    ResponderExcluir
  3. Uma verdadeira delícia ler seus versos! Beijos

    ResponderExcluir

Agradeço por iluminar este espaço como um Dia de Verão!